Pare o carro e liga a seta!

Ontem, a corrida foi decidida a partir de uma punição controversa. Em um momento de distração, Vettel errou e saiu da pista. Ao voltar para o asfalto, os comissários interpretaram que o piloto Alemão fez uma manobra perigosa.

O ponto da controversa é que não foi uma saída normal de pista, como cortar uma chicane e voltar para a pista ainda com o controle do carro, Vettel cortou a grama e para quem entende do assunto, sabe que ao passar na grama, os pneus acumulam sujeira e o piloto vira passageiro da situação com a perda da aderência.

A punição da FIA de 5 segundos adicionado ao tempo de Vettel redeu muitas críticas, não apneas por fãs, mas também de pilotos respeitados no mundo do automobilismo:

Um coliseu foi formado

Depois da punição, as redes sociais viraram campos de batalhas. Ódio, gritos, xingamentos… entre as baixarias, algumas coisas me chamaram atenção:

“Vettel fez muita cena”

Nesse momento precisamos de empatia, temos que nos colocar no lugar de uma pessoa. Eu se fosse ele não faria uma cena e sim um espetáculo, porque a decisão foi revoltante. Além de perder a corrida por uma punição questionável, ele ainda teve que ser obrigado a ir ao pódio, para não sofrer outra punição. Imagina você nessa mesma situação! Trocar as placas foi o mínimo que poderia ser feito.

“Vettel foi punido porque errou”

Gostaria de lembrar para alguns fãs, que em nenhum momento o erro do Vettel foi julgado, até porque não existe regra dentro do regulamento que seja referente a defesa de posição após um erro do piloto. Então, esse é um dos piores argumentos que pode ser usado nesse momento.

“Hamilton é culpado”

Gente, menos, muito menos! Sim, a Mercedes foi privilegiada por essa punição, principalmente o Hamilton, mas ele não foi culpado pela punição! Ele não foi na sala dos comissários interferir nessa punição. Porque foram os comissários da federação que fizeram isso!

“Ferrari está pagando pelos seus erros”

Algumas pessoas estavam comemorando porque isso aconteceu com um piloto da Ferrari, e isso era uma “justiça sendo feita”. Mas a equipe Ferrari, não foi julgada, continua no mesmo lugar do campeonato sem a punição. Quem foi prejudicado foi o piloto e o esporte!

Vamos fazer um exercício: Imagina se você trabalhasse em uma empresa X, e que as pessoas não gostem dessa empresa, seja por qualquer motivo. E um dia, você acabasse sofrendo uma punição injusta, e as pessoas ao seu redor usassem como justificativa: “Ah! Mas eu não gosto da empresa para que você trabalha, é uma justiça feita” Isso seria justiça para você?

A resposta é não!

Assim como nesse episódio de ontem, não tem nada de justiça sendo feita!

O impacto dessa decisão

Queria saber se os comissários pensaram no que estavam fazendo e se por algum momento eles refletiram sobre como isso iria afetar o esporte? Eles mediram as consequências dessa punição?

Essa decisão de ontem, vai ficar marcada na história do esporte e pode afetar uma coisa que a Liberty Media tanto está se esforçando para ter: novos fãs de gerações mais novas.

Como foi divulgado no texto da Julianne Cerasoli, assim que saiu a punição ao piloto Sebastian Vettel, houve uma queda na audiência. Então essa “simples” decisão de +5 segundos, pode ter consequências para o lado econômico do esporte.

Como apresentar a categoria para alguém de fora? Quem vai querer assistir um esporte onde as coisas são decididas em uma sala com homens assistindo TV e julgando as coisas?  Posso garantir, que os fãs querem corridas sendo decididas na pista! Querem emoção! Querem um campeonato disputado! Não querem interferências de pessoas com crachás em uma sala com ar condicionado. Resumindo, isso não vai atrair novos fãs ao esporte e pode ter um resultado desastroso e afastar!

Jurassic Park

Ainda usando o texto da Ju, ela chama atenção para um fato bem importante, a inércia da FIA em atualizar suas regras, coloca-las alinhadas a uma competição de verdade que o público quer assistir.

Essa reforma das regras deveria ser feita com urgência porque é um efeito em cadeia:

Regras desatualizadas ->  Queda na audiência -> Menor retorno financeiro

Como a Liberty Media pode explicar para seus anunciantes que as próprias regras do esporte estão atrapalhando a competição e que podem afetar a continuidade da elevação na audiência da categoria. Para quem não sabe, a audiência é a espinha dorsal para os organizadores da Fórmula 1, é com a apresentação desses números que as negociações ocorrem com seus parceiros comerciais.

Lado pessoal

Ontem eu fiquei com raiva e chorando ao lembrar do que aconteceu. Será que era para tanto? Para mim, foi. Quem me conhece sabe o quanto eu AMO ESSE ESPORTE e para mim, eles conseguiram abalar esse meu amor incondicional. Sempre critiquei o excesso de punições dadas pela FIA, e essa foi a gota d’água para mim.

Nesse momento ainda questiono se eu quero ir a Interlagos esse ano, fico me questionando se vou pagar passagem de avião, hospedagem e ingresso para ver uma corrida que pode não ser decidida na pista e sim em uma sala? Quem sabe o campeonato todo pode ser decidido assim.

Foi porque o Vettel perdeu? NÃO! Isso poderia ter acontecido com o Hamilton, Leclerc, Ricciardo, Verstappen e até com o MAGNUSSEN! E eu estaria da mesma forma! Para mim, o piloto sofreu uma punição por um lance normal de corrida, algo que não deveria ser punido. Estão matando a competição, a emoção das corridas. Querem transformar a categoria em um desfile de carros onde ninguém ultrapassa ninguém!  

Espero com o tempo me recuperar e voltar a amar esse esporte do mesmo jeito que antes, mas ainda estou abalada e triste com tudo o que aconteceu. Para mim, esse esporte sempre foi tudo na minha vida.

Cadê a isonomia?

Para finalizar esse texto, vou relembrar de um episódio que está no vídeo a seguir:

Em 2016, no Grande prêmio de Mônaco, Hamilton, com sua Mercedes erra, corta a chicane e expreme o piloto australiano Daniel Ricciardo, da RBR contra o muro.

O próprio Ricciardo veio a público hoje e declarou que em 2016, o espaço era muito menor do que o Hamilton teve no dia de ontem, e que ele não sofreu nenhuma punição na época, o que na visão do australiano, foi algo positivo, porque foi um lance de corrida.

O piloto ainda defendeu Vettel: “Se ele [Vettel] jogasse o carro para a esquerda, ele rodaria. Se ele freasse na grama, também rodaria. Não tinha muito espaço para Lewis, mas ainda havia”.

Como vocês puderam ver, esse episódio de 2016 não foi punido, os comissários deixaram a corrida seguir. E isso foi certo, mesmo “atrapalhando” um dos meus pilotos favoritos, eu não vi nenhum problema na manobra do Hamilton em 2016, assim como eu não vejo problemas nessa manobra do Vettel no Canadá.

Manobras perigosas devem ser punidas, conforme está no regulamento, mas não foi isso que ocorreu ontem, o piloto não tinha o controle do carro. Mas ao que parece, queriam que Vettel parasse o carro e ligasse a seta para sinalizar que voltaria a pista.

Se você, fã, acha que o que aconteceu ontem, não deve ser questionado, então sinto que divergimos muito sobre o que são corridas de carros e competição. Não há justificativas para o que está acontecendo a anos na categoria, o excesso de punições que matam a essência do esporte a cada nova punição desnecessária.

Foto: Formula 1

Anúncios

Um comentário sobre “Pare o carro e liga a seta!

  1. Diego Carvalho Fernandes disse:

    Ótimo texto! Concordo totalmente. Depois de 30 anos acompanhando a categoria, ainda continuo a ver decisões no mínimo equivocadas sobre as ações dos pilotos na pista. É necessária a reformulação do regulamento para adequar-se ao século XXI, senão será tarde demais.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s